16 de ago de 2017

Usar o Spotify para praticar espanhol


Uma forma agradável de praticar um idioma é escutar música e cantar. Assim utilizamos mais de um sentido, é uma forma ativa de aprender e por meio das emoções estimulamos muito mais o  nosso cérebro. Claro que para praticar o espanhol escutando música você pode fazer isso por diversos meios e escutando os seus próprios cds e arquivos. Aqui vou explicar porque acho interessante o Spotify para o objetivo proposto.

- Spotify, para quem não sabe,  é um programa de streaming de música, com um grande catálogo e que podemos utilizar de maneira gratuita (com certas limitações) em troca de visualização/escuta de alguns comerciais. Você tem a sua disposição um catálogo que você pode pesquisar por álbum, música, género, playlists, etc

- Com uma conta no Spotify você pode criar suas playlists personalizadas. As playlists nada mais sao do que listas de música que você guarda de maneira organizada. Por exemplo, você pode criar playlists com o nome que você quiser e em cada lista dessas guardar as músicas que você quer voltar a escutar. Você pode separar as músicas por gêneros, idioma, letras mais complexas das mais fáceis, etc.

- Pode guardar, assinar e criar as suas próprias playlists e pode compartilhar tudo isso com seus amigos assim como pode ver artistas de estilos parecidos aos que você gosta, seguir artistas, ver o que seus amigos andam escutando. Pode ver um ranking de músicas e artistas mais escutados por país. Você pode usar todas essas características do aplicativo, como já mencionamos, de graça ou pagando. De graça, como você já pode imaginar, só vai ter que escutar também a publicidade e ser importunado por alguns pop-ups e no celular só poderá escutar as playlists no modo aleatório. Se você pagar, além da vantagem de não escutar os anúncios poderá também escutar as suas músicas sem ter que se conectar a internet.

- O primeiro passo é criar uma playlist com as músicas em espanhol que te interessam para praticar. O ideal, se você está começando, é procurar incluir músicas lentas, de fácil compreensão, em que as palavras se escutam claramente. Mas se você não conhece nenhuma música como começar? Bom, aí não é o ideal mas você pode começar usando uma playlist pública por exemplo. Mais abaixo estão algumas playlists que você pode seguir ou você pode pesquisar por playlists que sejam mais do seu interesse. O que você pode fazer é escutar algumas músicas dessas playlists e a partir delas criar as suas, guardar as músicas que você achar mais adequadas.

- Quando você tiver a sua playlist criada uma coisa interessante a fazer é ter a letra das músicas da playlist. Antes havia um complemento chamado Musixmatch dentro do próprio Spotify, mas agora Musixmatch é um aplicativo independente. Esse complemento encontra a música que está sendo tocada no Spotify e encontra a letra correspondente, e te mostra a letra sincronizada, ou seja, linha a linha no momento em que estão pronunciando as letras. Parece que atualmente o musixmatch só funciona nos smartphones mas não no desktop. Existem outras apps que fazem a mesma coisa, mas o que quero aqui é dar uma idéia de como você pode utilizar uma app como essa para praticar idiomas. Assim você tem o seu próprio karaokê.

- E se você não encontrar a letra de alguma música pode ainda transcrever a letra você mesmo e ajudar a comunidade a se beneficiar também. Você não tem que usar o Musixmatch. Você pode procurar a letra de cada música e imprimir ou guardar como você quiser.

Depois de ter tudo organizado só falta dar um "play" na sua lista e cantar junto com as letras, tentando copiar a pronúncia e a cadência das frases.

Atreva-se com músicas de letras complexas, longas ou pronunciadas com rapidez para tentar ganhar fluidez. Repita várias vezes.

Aqui vocês têm algumas listas, com diferentes estilos que podem servir para criar suas playlists:

8 de ago de 2017

Dados estatísticos sobre a Espanha


Aqui vocês podem consultar o número de habitantes por provincia  e ano na Espanha.

O INE é o organismo oficial de estatística da Espanha. É como o IBGE da Espanha. Ali você tem muitos dados interessantes que você pode consultar sobre a população, economia, indústria, etc.
Devido a quantidade de dados não é muito fácil navegar pela página do INE. Se você quiser encontrar algum dado específico você pode acabar perdendo muito tempo.
Mas sem dúvida há dados valiosos caso você queira estudar em detalhes algum aspecto relacionado com o país. No nível europeu você encontra a Eurostat. Nessa página você pode encontrar dados sobre cada país da união européia e também dados comparativos.

25 de jul de 2017

Sobrevivendo ao calor


De passagem ou vivendo em um país de clima temperado (quero dizer com isso um clima com as quatro estações bem definidas), com verões quentes e secos, faz-se necessário tomar alguns cuidados. Muitas vezes a temperatura no verão pode ultrapassar os 40 graus em países como Portugal, Espanha, França, Itália, etc. O litoral atlântico e cantábrico costuma ser mais fresquinho, mas é uma exceção. Outras regiões litorâneas costumam estar tão quentes quanto o continente.


A boa notícia é que geralmente o calor está concentrado durante o dia (nos lugares mais secos, nos úmidos é mais complicado). No interior, pelo clima seco há uma variação bastante razoável de temperatura quando o sol não está incidindo, de forma que as noites são mais frescas chegando até a ser realmente frias. Como exemplo tenho que dizer que quase morri de frio em um camping em Veneza em pleno verão. Ali os dias estavam bem quentes mas de noite ficou bem frio para o meu gosto e eu não tinha cobertores para me proteger da intempérie e poder dormir em condições adequadas.


Aqui todo mundo aproveita o verão para sair e estar na rua até altas horas, já que o sol se põe muito mais tarde do habitual. Pode chegar a escurecer só às 10:30 da noite. Mas os não iniciados precisam saber que geralmente as ruas estão mais desertas na hora da "siesta", entre as 3 e as 6 mais ou menos. É o horário em que as ruas estão mais quentes e estar diretamente ao sol sem estar preparado por uns 20 minutos seguidos pode ser suficiente para causar uma insolação.


Frequentemente há notícias de mortes por ondas de calor e as principais vítimas são idosos mas também é comum encontrar entre os mortos jovens e adultos que estiveram expostos ao sol durante um período prolongado sem tomar certas precauções. Podemos dizer que é um tema sério e que vale a pena tomar certas precauções.


Aqui exponho o que costumo fazer. Obviamente algumas das coisas podem ir contra o bom-gosto, elegância e sentido do ridículo mas prefiro ser pouco elegante a me sentir mal e acabar no hospital.


Assim, as recomendações são:


  • As óbvias, como:


- Beber muita água. Bebidas geladas, sucos, sorvetes e sopas frias, mas nesse caso tento me controlar e não tomar tantos sucos e sorvetes pela quantidade de açúcar e gordura já que é muito fácil no final do verão a gente se pesar e ter uma desagradável surpresa ao comprovar na balança. Também é preciso controlar a ingestão de comida muito fria porque uma grande quantidade pode não fazer muito bem ao sistema digestivo, dependendo da pessoa. Aproveito o verão para comer menos e perder uns quilinhos, caminhando bastante e aproveitando que tenho menos apetite.


- Evitar a desidratação. Se suamos muito será adequado consumir bebidas isotônicas, mas com moderação. Se temos o costume de consumir refeições muito salgadas as bebidas isotônicas não são necessárias. Se há percepção de estar desidratado, havendo suado muito e com diarreia um bom recurso é comprar pacotes preparados de soluções (soro em pó) vendidas nas farmácias.


- Protetor solar. Tema gente que abusa do protetor solar mas acho que é preciso ter cuidado na hora de utilizá-lo já que no final das contas é outro produto químico que passamos no corpo.


- Proteger a cabeça e os olhos. Bonés, sombrinhas, chapéus. O chão de pedra clara, costuma refletir os raios de sol e estar constantemente com esses raios incidindo nos olhos pode ser prejudicial, de forma que está recomendado usar óculos de sol.


- Evitar banhos quentes, já que se você demorar um pouco no banho quente, combinado com o calor pode acabar com a pressão baixa e desmaiar.


  • As não tão óbvias:


-Andar pela sombra, já que há risco de insolação. Meia hora ao sol com a cabeça descoberta pode ser suficiente para causar um verdadeiro mal-estar. Parece meio exagerado dizer isto, mas depois de caminhar alguns minutos com o sol incidindo diretamente na cabeça, principalmente para as pessoas que tem o cabelo escuro e longo, o corpo não é capaz de aguentar tanto calor.


- Evitar fazer exercício físico intenso nas horas de mais calor. Andar devagar. Ao suar perdemos líquido.


- Toalha molhada. Algumas vezes pode ser uma boa idéia utilizar uma toalha molhada para passar pelo corpo ou mantê-la enrolada no pescoço. Quando vou molhá-la outra vez, costumo lavá-la com sabonete para que fique um cheiro agradável e não aquele cheiro de pano velho molhado.


- Molhar a cabeça e deixar o cabelo molhado para refrescar.


Em casa:


- Andar descalço, se o chão está frio ajuda a esfriar um pouco mais o corpo.


- Ventilar a casa ao anoitecer e de manhã cedo. Geralmente, se o ar está seco, ou seja, a umidade ambiental está em 30% ou 40% ao anoitecer a temperatura vai baixar rapidamente. É o momento ideal para abrir todas as janelas e armários para que todo o ar quente acumulado na casa saia e se equilibre a temperatura interna e externa. Ao contrário, quando fora começa a esquentar e se sentir que um ar quente está entrando em casa é hora de fechar todas as janelas e baixar as persianas para que o sol não entre, acabando por esquentar a casa. Não esquecer de abrir também os armários já que incrivelmente algumas vezes também retêm calor. O ar quente sobe, assim que muitas vezes abrimos a janela para ventilar mas o ar quente fica retido no teto e não chega a sair. É preciso abrir as janelas, permitindo a saída de ar quente  das partes mais altas da casa. Abrir num extremo da casa e no outro contrário se possível para que as correntes possam circular livremente. Dependendo de como é a casa pode que isso não seja possível.


- Pulverizar água pela casa, e nas plantas principalmente (somente nas plantas que toleram bem a umidade).


- Vigiar os animais de estimação. Verificar se estão hidratados, e se parecem cansados e sentindo muito calor. Oferecer muita água. Se o dia é muito quente e se o animal aceita e não se sente mal pode ser uma boa idéia oferecer água gelada ou água com cubinhos de gelo. Dependendo do animal pode ser interessante cortar-lhes o pêlo bem curto. Algumas vezes, colocar um pano ou toalha úmidos para que eles possam se deitar em cima, pode ser uma solução boa para animais que estão sofrendo com o calor.

- Usar roupas claras e de tecidos ligeiros, já que permitem que o corpo respire e não esquente muito. Acho que usar roupas de algodão claros fica perfeito. ;)

29 de jan de 2017

Dando sinal de vida

Queria informar que estou viva :p e espero postar com mais constância! Faz muito tempo que não escrevo nada por aqui. Parece que estou repetindo o que eu disse na última vez que passei por aqui (acho que foi há mais de dois anos), de que eu tinha intenção de escrever novos posts e de revisar antigos para atualizá-los. Nem me lembro exatamente onde ou quando disse isso, mas enfim… isso não importa. Só sei que tenho um objetivo de escrever ou atualizar um total de pelo menos 30 posts. agora nesse primeiro período.

Já faz quase 13 anos que vivo na Espanha. Fiz apenas uma visita ao Brasil em todo este período. Meu português está meio enferrujado e tenho a sensação de que algo mudou e que o emprego de locuções e concordância não são corretas, e quando falo em português preciso pensar mais, mas fazer o quê… são os problemas de se adaptar a outra cultura e idioma. Vamos ver se melhoro escrevendo estes posts em português!
Quero seguir com este blog já que creio que tenho acesso a informações e ideias únicas para compartilhar. Tem muita coisa que depois de tanto tempo parecem muito comuns para mim mas quando meus amigos me visitam eles acham bem curiosos, engraçados ou estranhos. Ultimamente não tenho viajado muito, mas mesmo assim tenho material acumulado das minhas viagens anteriores, de muitas viagens. Assim também poderei organizar todo esse material.
Apesar de tantos anos sem escrever vejo que o blog ainda recebe uma boa quantidade de visitas. Pode ser que mais adiante eu mude o endereço e a cara deste blog ou mesmo o nome. Gostaria de saber a opinião de vocês sobre isso e sobre o que vocês gostariam de saber mais. 

Estou totalmente disposta a responder às perguntas que vocês tiverem ou ver se posso postar algo sobre algum tema do interesse de vocês. De qualquer forma, as respostas seriam provavelmente no formato de uma postagem. Escrevam para: phloxbox em gmail ponto com (para evitar spam) ou envie um comentário via formulário. Nem sempre respondo aos emails mas leio todos! 

Agradeço desde já qualquer colaboração ou opinião sobre o blog. Obviamente qualquer coisa que eu escreva por aqui é só minha opinião.

A conta de luz

Conheço gente aqui na Espanha que atualmente está se assustando com a conta da luz. Todos os meses abrir a carta da conta da luz já está sendo como um jogo de suspense, mas que no lugar de ser um jogo é muito real. Mesmo gente que não tinha dificuldades para pagar as contas está começando a se assustar.

A quantidade a pagar tem aumentado consideravelmente nos últimos anos, em boa parte na minha opinião por decisões políticas errôneas acumuladas ao longo dos anos que não tiveram em conta os cidadãos ou mesmo os empresários. Para algumas pessoas a conta só aumenta em certos meses (principalmente em dezembro e janeiro), quando costumam receber a família em casa e precisam utilizar o forno de forma regular, a máquina de lavar roupa, lava-louças, estufa, calefação durante todo o dia, etc.

Já algumas pessoas vivem em casas que não são eficientes em manter o calor. Há casas com janelas antigas ou que não estão corretamente estancas e que precisam ser constantemente aquecidas no inverno para serem minimamente habitáveis. Geralmente o problema com essas casas não é tão fácil solucionar. Tem gente que vive em apartamentos alugados e que não podem modificar as janelas. Por outro lado temos o fato de que substituir cada janela custa os olhos da cara.

Soube de empresas que dependem da utilização intensa da eletricidade que estão prejudicadas. Por exemplo, há lavanderias que só colocam as máquinas para funcionar de tarde ou mesmo conheço lavanderias que fecharam as portas por não poderem pagar as contas.

Em casa, a conta de luz em si não vem muito alta, mas devemos considerar que no meu caso a conta de calefação vem separada. A calefação pode tranquilamente dobrar a conta da luz em muitos casos, quando vem junta. Em casa somos duas pessoas e só uso a máquina de lavar louças e a máquina de lavar roupa duas vezes por semana e praticamente não uso o forno. Nessas condições é normal que nossa conta não venha tão alta como a das outras pessoas que conheço que possuem famílias de quatro ou cinco pessoas, com crianças pequenas.


A que ponto chegamos?

20 de fev de 2014

Gírias e expressões 1

Se você vier à Espanha, provavelmente vai ouvir estas expressões aí abaixo. Veja bem, eu não sou professora de idiomas. Só tento explicar em que situações se usam estas expressões.

¿Te apetece?

Como no português, apetecer aqui tem o sentido de querer fazer algo, ter vontade de.
As pessoas usam mais a palavra apetecer do que "tener ganas de" ou "querer" fazer algo, quando vão perguntar se querem realizar alguma ação juntos ou se falam por exemplo do "desejo" de comer algo, etc.
Exemplo: "No me apetece ir al cine". "Me apetece mucho un helado". ¿Te apetece ir a algún sitio?


¿Te animas?

Usam esta expressão para perguntar se a gente quer fazer algo, como em ¿Te apetece?
"¿Te animas?", em uma interpretação livre, significa "você tem ânimo de fazer tal coisa com a gente?"
Exemplo: "Vamos al cine. ¿Te animas?"


¿Te apuntas?

"Apuntarse" a algo tem mais um significado de querer participar de algo, associar-se, inscrever-se.
"¿Te apuntas?", em uma interpretação livre, seria algo como "você vem com a gente para aquele evento?" ou "você vai participar?"
Exemplo: "Quedé con Ramón para irnos al cine. ¿Te apuntas?"


¿Te suena (de algo)?

Sentido de soar. Mas pode ser utilizado para tratar de situações que envolvam audição ou nao. Quando você vê ou ouve algo familiar mas não sabe ao certo de onde ou como é. Como quando a gente diz: "Conheço este garoto, mas não me lembro de onde" seria: "Este chico me suena".


¿Te viene/va bien?

Esta expressão tem o sentido de "é um bom momento para você?". Por exemplo, no caso da gente querer marcar de se encontrar em algum lugar e sugerir uma hora. Nesse caso depois a gente pergunta se essa é uma boa hora.

Exemplo: "Mañana quedamos con Carmen a la una en la cafetería Pepito. ¿Te viene bien?
¿Te va bien ir a comer ahora?"

Ou ainda há uma expressão: "Que te vaya bien", para desejar sorte. 
Exemplo: "Que te vaya bien en el examen!"


Echar una mano

Significa ajudar, dar a mão.

Exemplo: "¿Te echo una mano con la limpieza de la casa?" "¿Quieres que te eche una mano?" "Échame una mano con esto!"

Link: Uma música que se chama "Échame una mano prima"

11 de fev de 2014

San Valentín


Está chegando o dia dos namorados da Espanha (e de muitos outros países, entre os quais Portugal), o San Valentín, celebrado no dia 14 de fevereiro.

Por aqui, como acontece no dia dos namorados do Brasil, há toda aquela parte comercial, com muitas ofertas e idéias de presentes. As pessoas o celebram de maneira parecida a do Brasil, saindo para jantar, com presentes, passeios, etc.

Para conhecer a história de San Valentín há uma entrada na Wikipedia muito interessante, que descreve a origem deste dia e quem foi este santo.